Dica por onde começar!

Por vezes a falta de conhecimento leva-nos a não fazer aquilo que sonhamos e apostar no que é mais “seguro”.
Talvez um casamento na praia, ao pôr-do-sol, seja o vosso sonho ou talvez num palácio antigo…

Mas afinal o que vocês gostavam de viver com os vossos familiares e amigos?
Gostariam de celebrar uma cerimónia num jardim debaixo de flores, ou numa grande igreja ao som de violinos ou até mesmo num hotel de “cortar a respiração”?

Depois do emocionante pedido e de as “borboletas na barriga” terem passado, vem a realidade, planear tudo. Quem contratar? O que fazer? Como fazer? Enfim uma panóplia de perguntas sem fim…

Existem várias decisões a tomar, a música, o local, as flores, o fotógrafo, o vestido, as alianças…

Não querendo desvalorizar o papel do noivo, mas é sabido que o papel da noiva é muito importante arrisco mesmo a dizer que a noiva é mais proactiva, não que o noivo não tenha interesse, mas faz parte do ser humano.
O mais importante é que saibam partilhar as tarefas para que se tornem um casal mais unido e que tenham uma relação mais equilibrada.

Organizar um casamento em todas as suas vertentes não é uma tarefa fácil . Desde uma opção tão simples como a escolha da data ideal, até à mais complexa, como a calendarização de todas as atividades protocolares, religiosas ou lúdicas, todas as decisões devem ser ponderadas pelo casal, e posteriormente aplicadas da melhor forma possível, de modo a que tudo decorra sem precalços.

Prontos para começarem a listar a vossa lista de prioridades?
Para que nada falte..é importante que registem todas as ideias e façam uma check-list e vão ver como se vão sentir aliviados à medida que essa lista vai diminuindo de tamanho.

calendarioescolar2015-16